Ir para o conteúdo
profissional rh

Profissional de RH: entenda a diferença dos cargos, funções e salários

Se você escolheu a área de Recursos Humanos para construir a sua carreira, já deve saber que existe uma variedade enorme de funções. E, ao longo dos últimos anos, é possível notar que o Profissional de RH vem ganhando cada vez mais espaço dentro das empresas. Veja neste artigo quais as diferenças dos cargos de RH, as possibilidades de atuação e a variação salarial no setor.

Sem tempo para ler o artigo? Nós lemos para você. Clique no play para ouvir!

As funções do profissional de RH vão cada vez mais além do dia a dia burocrático, começando então a fazer parte de decisões estratégicas da empresa e aumentando o reconhecimento do setor. A tendência é que quem conseguir aplicar seus conhecimentos e experiência na gestão de pessoas, será ainda mais valorizado pelo mercado de trabalho. 

Tendo isso em vista, é fundamental que você conheça todas as suas opções. Seja na hora de optar por um curso  online ou de forma presencial nas faculdades ou ao pesquisar qual cargo de RH mais combina com você, é importante planejar o que é possível fazer para se tornar um profissional capacitado. 

Conheça um pouco mais sobre as áreas de atuação no setor de RH e a base salarial que cada uma delas oferece. Leia tudo no conteúdo abaixo!

workshops-rh

Áreas de Atuação de um Profissional de RH

Na área de RH, o profissional tem a possibilidade de optar por diferentes cargos de recursos humanos e com atuações específicas ou mais generalistas. No primeiro caso, esta pessoa terá responsabilidades fixas e mais comprometidas com processos pontuais. Já no segundo caso, há um comprometimento com várias tarefas da Gestão de RH.

Dentro dessas áreas podemos citar, por exemplo:

Abaixo, apresentamos um pouco mais sobre os cargos de recursos humanos e médias salariais de cada um deles. Confira: 

1) Analista de Recursos Humanos

Muitas pessoas têm dúvidas sobre qual é a diferença entre um analista e coordenador de recursos humanos. Em resumo, o Analista de RH é um profissional que exerce diversas funções e todas bem variadas. É ele o responsável por gerenciar o quadro de funcionários, ou seja, saber o número de funcionários da empresa e conhecer o papel desenvolvido por cada um deles.

Esse profissional também é quem acompanha o processo de seleçãorecrutamento e onboarding de novos colaboradores. Levanta as necessidades e desenvolve programas de treinamento. E cuida de processos burocráticos. 

Além disso, fica sob responsabilidade do Analista de Recursos Humanos disseminar a cultura organizacional da empresa. Garantindo que a identidade e valores da mesma sejam preservados pelos colaboradores. 

Base salarial:  Segundo dados do Catho a média gira em torno de R$ 2.631,77 no Brasil. Mas vale lembrar que esse valor pode sofrer alterações de acordo com a região e/ou o tamanho da empresa.

2) Auxiliar de Recursos Humanos

Esse profissional de RH acaba sendo o mais versátil dentro do mercado de trabalho. Isso porque ele é responsável por, exatamente, auxiliar todo e qualquer processo que seja realizado dentro do setor. 

Ou seja, ele irá ajudar nos processos de seleção, admissão e demissão dos colaboradores. Além de ajudar nas burocracias diárias e também nos treinamentos que possam ser realizados. 

Base salarial: A média salarial deste cargo de RH no Brasil, que pode variar de acordo com a região e porta da organização, é de R$ 1.420,66, segundo o site da Catho. 

[Ebook📚] People Analytics: Ferramentas e estratégias para o RH

3) Business Partner

A presença de um Business Partner, também chamado de parceiro de negócios, é a personificação de uma mudança na gestão de Recursos Humanos. É com  presença desse profissional que o setor pode trabalhar de maneira mais dinâmica. Ou seja, fazendo com que as funções de RH sejam além das burocráticas relacionadas a pagamentos e contratações. 

Sendo assim, podemos então concluir de forma resumida que a função do profissional de RH que atua como Business Partner é fazer com que exista um alinhamento entre os demais setores de uma empresa e a área de Recursos Humanos.

Responsável pela interação, ele trabalha como um consultor para os níveis mais altos de gestão. Nesse sentido, ele pode propor novas estratégias de negócio. Por exemplo, implementar um software de RH, remodelar um processo, participar em um evento e entre outros.

Base salarial: Por se tratar de uma consultoria, o valor varia de acordo com o profissional e sua experiência no mercado de trabalho. Vale lembrar também que essa função pode ser exercida por empresas terceirizadas. 

cargos rh

4) Coordenador de Recursos Humanos

Para quem quer entender a diferença entre um analista e um coordenador de RH, este é o tópico correto. Pelo nome fica fácil entender que esse é o profissional responsável por coordenar o setor de Recursos Humanos em empresas. Mas o que isso significa

Mas vamos deixar isso um pouco mais claro: a função do Coordenador de RH é garantir que os processos funcionem de maneira correta. Para isso, o coordenador atua junto com o analista, sendo muitas vezes seu gestor direto. Neste cargo de RH, o profissional têm responsabilidades que impactam de forma direta e considerável todo o setor. 

Além disso, é o coordenador que ajuda o diretor e o gerente de RH a implementar decisões importantes, alterar processos e gerenciar crises internas.

Base salarial: A média salarial desse profissional de RH, segundo o site Catho, é de R$ 4.444,28 no Brasil. Sendo que as variações podem acontecer de acordo com região, empresa ou experiência do Coordenador. 

👉Software de Recrutamento e seleção: Teste de 14 dias na prática

5) Diretor de Recursos Humanos

O diretor de RH é um dos cargos de RH mais importantes em uma organização. Isso porque esse profissional é responsável pela harmonização do departamento. 

É ele quem cuida dos funcionários, tanto no aspecto de gestão quanto na parte estratégica. Isso o torna responsável por todo o planejamento da empresa e aprovação de decisões importantes do setor. Ele ainda delega algumas das demais funções importantes para os analistas, coordenadores e gestores de Recursos Humanos, por exemplo. 

Base salarial: No Brasil, segundo o site Catho, o salário de um Diretor de RH é em média R$ 21.411,15 mensais. Lembrando novamente que esse valor pode variar de acordo com a região, empresa e, é claro, com o tempo de experiência do profissional de RH. 

[Entrevista exclusiva📰] Mentoring profissional: O que é e como funciona na prática?

6) Gerente de Recursos Humanos

Esse profissional é, como o próprio nome já diz, o responsável por gerir pessoas, fazendo com que a integração dos funcionários para com a empresa seja a melhor possível. Afinal de contas, quanto maior o número de colaboradores que entendem o propósito e “vestem a camisa”, melhores serão os resultados. 

Além das atividades citadas acima, esse o Gerente de RH é responsável pela gestão das atividades e treinamentos, criação de planos de carreira, assim como administração de salários e benefícios. E aqui podemos citar também, ações de integração ou para a pesquisa de clima organizacional – atuando também em conjunto com os Gestores e Diretor do setor. 

Base salarial: A média salarial do Gerente de Recursos Humanos, segundo o Catho, é de R$ 7.283,53 no Brasil. Sendo que esse valor pode sofrer alterações de acordo com a empresa, região e tempo de experiência.

Essas são algumas das principais funções do profissional de recursos humanos. Agora que você já sabe mais sobre cada um dos cargos de RH, destacamos algumas competências e atividades que costumam ser essenciais para o trabalho de qualquer profissional de RH. Veja a seguir.

Profissional de RH: Competências e atividades 

Para entender melhor como funciona a rotina do profissional de RH, listamos as principais competências:

1. Acompanhamento do processo de Recrutamento e Seleção

O processo de R&S é o primeiro passo para ter um negócio de sucesso. Investir na contratação de um time profissional que esteja alinhado com os objetivos da sua empresa aumenta as chances do desenvolvimento organizacional. Portanto, o papel do profissional de RH nesse momento é crucial.

Implementar uma estratégia efetiva, que economize recursos e tempo tanto para a empresa quanto para os candidatos em potencial é fundamental. Desde a criação e publicação da vaga até o Onboarding. O profissional de RH com experiência de mercado, sabe exatamente como e o que perguntar aos candidatos para que extrair a informação necessária.

testes recrutamento selecao pessoal

2. Gestão do Departamento Pessoal

Outra função importante do profissional de RH é fazer a gestão do departamento pessoal. Pode ser uma tarefa complexa, pois exige organização de todos os trâmites burocráticos. Considerada a parte mais delicada, por envolver os documentos mais importantes.

Desde folhas de pagamento, plano de férias, controle de presença, e demais documentos relacionados com a parte legal da empresa. Esse setor cuida da papelada de todos os colaboradores para que tudo esteja dentro da lei e funcionando de maneira correta.

3. Revisão da Folha de Pagamento

Definir os cargos e distribuir os salários de acordo com cada função e contrato, também é tarefa do profissional de RH. O ideal é fazer tudo isso baseado em pesquisa de mercado, transparência e o plano de carreira de cada colaborador.

Os cálculos na folha de pagamento precisam apresentar o valor bruto e líquido com todos os valores acordados. Desde descontos provenientes de impostos e sindicato, até bonificação, venda de férias ou pagamento de horas extras.

4. Gestão de Treinamento e Desenvolvimento

O profissional de RH está presente desde o primeiro contato com o colaborador em potencial, seus documentos e pagamentos. Dessa forma, é sua responsabilidade de dar continuidade ao desenvolvimento desse talento na empresa. E é nesse ponto que está a importância de uma estratégia de treinamento e desenvolvimento dos funcionários.

Isso pode ocorrer através de cursos, workshops, gamificação e muitas outras estratégias de formação e motivação. Assim, o gestor de pessoas da sua empresa fica responsável por analisar quais são as equipes ou colaboradores que estão precisando de que tipo de treinamento. Uma vez feita a análise de performance e escolhido o tipo de treinamento, é função do responsável comunicar aos participantes. E posteriormente, verificar a participação de todos e os resultados obtidos.

profissional de rh cargos

5. Gestão de Benefícios

A gestão de benefícios é importante principalmente como estratégia de manutenção de talentos. Como profissional de RH, é possível implementar planos  de carreira, políticas de salário emocional e bonificações. Ou ainda, planos de aposentadoria, tipos de licenças, tempo de folgas e férias, reajustes salariais e outros incentivos.

Tudo para que o colaborador se sinta mais satisfeito e assim desempenhe melhores índices de produtividade. Focar na qualidade de vida dos funcionários dentro e fora do ambiente de trabalho é benéfico para todos na empresa.

6. Análise de Avaliação de Desempenho e KPIs

Como falamos anteriormente, outra parte importante em qualquer cargo de RH é conhecer os processos de avaliação de desempenho. É através desta análise  que o profissional de RH poderá saber quem precisa e qual treinamento seria o mais adequado, por exemplo. Além de identificar os resultados do treinamento, se foram positivos ou não.

Para que isso ocorra de maneira eficiente é importante avaliar os KPIs, ou  Indicadores-chave de Desempenho. Dados quantitativos como turnover, feedback de desempenho, ausências e objetivos alcançados são  alguns exemplos desses indicadores.

Software de RH: Recursos e possibilidades para o profissional de RH

Hoje, inúmeras ferramentas online ou na nuvem permitem maior simplicidade na organização dos dados dos colaboradores. Estas tecnologias são capazes de centralizar e digitalizar processos e, assim, ajudar o RH a focar no que realmente importa: As pessoas.

Uma das ferramentas de RH disponível no mercado é o software de Recursos humanos da Factorial. Além de poder ser testado por 14 dias na prática, com ele é possível:

  • Fazer análises de avaliação de desempenho
  • Monitorar métricas de OKR
  • Organizar e acompanhar treinamentos
  • Criar uma página de carreiras personalizada
  • Centralizar todas as informações essenciais para o dia a dia de um profissional de RH na mesma plataforma.
  • E muito mais!

Assim, fica mais fácil dedicar tempo ao capital humano da sua empresa e crescer com sucesso. Registre-se gratuitamente abaixo e veja como cada recurso funciona!

software rh factorial

Texto de Gabriela Zanellato e edição de Maria Esther Castedo

Escritora e jornalista, autora no blog da Factorial. Escreve sobre recursos humanos, leis, desenvolvimento e treinamento de equipes de alta performance.

Postagens relacionadas

2 Comments

Deixe um comentário