Gestão de pessoas: estratégias para a integração organizacional

Integração Organizacional é um processo realizado pelo departamento de Gestão de Pessoas das empresas. Seu intuito principal é introduzir os novos funcionários no ambiente de trabalho. Por outro lado, esse processo pode ser utilizado também para engajar os colaboradores antigos afim de aumentar seu desempenho.

No caso de um novo funcionário, por exemplo, além dele estar de adaptando ao seu cargo, ele não conhece ninguém da equipe ou sobre a cultura da empresa. Ou seja, as chances desse profissional conseguir entregar o melhor de si podem ser muito pequenas.

Por isso, a Integração Organizacional é importante e tem ganhado espaço dentro das empresas nos últimos anos. Visto que um processo de seleção não termina ao encontrar e contratar os melhores candidatos, é fundamental fazer com que eles se sintam parte do time desde o primeiro dia.

Ao se tratar dos colaboradores antigos, a responsabilidade do departamento de Gestão de Pessoas é fazer com que o processo de Integração Organizacional reforce os conceitos que fomentam a Cultura Organizacional da empresa. Ou seja, tratar dos valores, princípios, diretrizes e políticas que tornam a empresa diferente das demais. 

Para que você possa saber mais sobre o conceito de Integração Organizacional, como isso pode ser feito e também conhecer algumas estratégias, nós preparamos um artigo completo para você. Para isso, confira os tópicos abaixo. 

Índice

O que é Integração Organizacional? 

De acordo com o dicionário, a palavra integração significa o “ato ou efeito de integrar(-se)”. Ou ainda a “condição de constituir um todo pela adição ou combinação de partes ou elementos.

Ao trazer esse conceito para o departamento de Recursos Humanos e aplicá-lo a Gestão de Pessoas, podemos relacionar o processo de Integração Organizacional ao recurso utilizado para envolver novos colaborares e, por consequência, fazer com que eles se sintam parte da empresa.

Em princípio, esse processo visa diminuir o tempo de adaptação e treinamento – ou seja, também podemos chamar esse procedimento de Onboarding. E, ao mesmo tempo, fazer com o que o profissional se sinta mais seguro para exercer suas atividades. Além de, desde o princípio, estabelecer uma relação de confiança mútua e criar um relacionamento com os demais funcionários da empresa.

Sendo assim, é importante ressaltar que os seguintes aspectos para construir o passo a passo da Integração. Entenda abaixo!

Conceitos importantes das etapas da Integração Organizacional

  • Histórico e Filosofia: Por mais que o funcionário tenha visto o site ou conheça um pouco a empresa, ainda há o que ser explorado. Por isso, nesse momento é importante contar sobre a fundação, missão & valores e também sobre a filosofia. Aqui também vale ressaltar os pontos fortes e diferencias da empresa.
  • Estrutura Organizacional: É necessário também apresentar ao novo funcionário o organograma e esclarecer como funciona a hierarquia a empresa. Até porque, por mais que isso seja comum nas empresas, a estrutura organizacional muda de acordo com a tal. 
  • Infraestrutura: O Processo de Integração precisa contar também com os tópicos mais básicos do dia a dia. Ou seja, apresentar ao novo funcionário onde ficam cozinha, banheiro e como os setores são divididos também faz parte. Nesse momento também é interessante apresentar o novo colaborador aos demais funcionários.
  • Avaliações de Desempenho: Assim como a Estrutura Organizacional, cada empresa tem a sua forma de avaliação. Por isso, é necessário esclarecer quando e como ocorrem as avaliações e feedback. Essa informação ajuda o funcionário a entender mais sobre a própria empresa e o que é esperado dele. 
  • Sobre a Função: É necessário também que o funcionário tenha claro qual será sua função e que atividades irá desempenhar. Explicar também qual a importância dentro de um contexto geral pode ajudar o colaborador a entender seu valor dentro da empresa. 

Sem dúvida a Integração Organizacional é de suma importância. Tendo em vista que, é por meio desse procedimento que o novo colaborador poderá se sentir parte da empresa desde o princípio e aumentar seu nível de produtividade. 

teste-gratis

Mas como você pode medir se a inclusão dessa metodologia está impactando de forma positiva na equipe? Confira, agora, o que é e como funciona a Pesquisa de Clima Organizacional.

Como funciona a Pesquisa de Clima Organizacional? 

Primeiramente é necessário entender o que é a Pesquisa de Clima Organizacional. Trata-se de uma ferramenta utilizada para a gestão estratégica de Recursos Humanos. Por meio dela o time de RH é capaz de identificar, por exemplo, padrões de comportamento e problemas de convivência. E, através dessa visão, criar uma estratégia para a Gestão de Pessoas mais eficaz, afim de evitar que esses problemas continuem ou aumentem. 

Nesse sentido vale também entender qual é o objetivo específico da empresa com a pesquisa. Sendo assim, não há como determinar um único propósito para a aplicação dela – o que fica claro é que, para que as informações levantadas através dos resultados sejam relevantes e significativas, deve ser feito, em um primeiro momento um bom planejamento juntando os profissionais de RH e gestores.

Com relação a realização da Pesquisa de Clima Organizacional, existem diversos modelos que podem ser utilizados, inclusive empresas terceirizadas para a realização dessa tarefa. Mas, em resumo, o formulário pode ser de papel ou online, desde que a confidencialidade dos funcionários seja mantida. Essa também é uma forma de deixá-los seguros para que possam ser totalmente sinceros em suas respostas.

Como fazer a Pesquisa de Clima Organizacional? 

Abaixo você pode conferir um passo a passo simples e também algumas dicas de como fazer a Pesquisa na sua empresa: 

  1. Comece criando o planejamento para conseguir colocá-la em prática. Defina quando ela será aplicada, quanto tempo os funcionários irão demorar para responder e, principalmente, quem será o responsável por divulgar a pesquisa e depois avaliar os dados.
  2. Defina as perguntas. Para encontrar as respostas que você procura, basta fazer as perguntas certas. Por isso, planeje-as de acordo com o seu objetivo traçado no passo um. Todas essas respostas podem ser encontradas fazendo as perguntas certas dentro da pesquisa.
  3. Hora de colocar em prática. Como a forma de aplicação e as perguntas já foram definidas, esse é o momento de dar o próximo passo e criar o documento, no caso do papel. Ou usar ferramentas como a própria Factorial, o GoogleForms ou TypeForm para formulação da pesquisa.
  4. Incentive a participação. Você só irá obter resultados caso o maior número de colaboradores responda, por isso, deixe claro o objetivo e saliente o fato de ser anônimo.
  5. Análise de dados. Para que a equipe de RH possa fazer a análise de forma precisa, é fundamental que os dados sejam tabulados em um modelo de visualização simples e claro. Vale lembrar também que, além da avaliação, os resultados também ficam disponíveis de forma fácil no dashboard da Factorial.

E que tal se você pudesse automatizar essa tarefa? Temos um exemplo de software abaixo:

Vaipe

A Vaipe é uma plataforma de Gente e Gestão que automatiza as melhores práticas de avaliação de performance, pesquisa de clima organizacionaltermômetro de engajamento de colaboradores e monitoramento de influenciadores corporativos. Através do software de recursos humanos da Vaipe, as empresas transformam seu RH em digital e, além disso, têm acesso em tempo real aos resultados com comparação de mercado e aos dados de todo o time em uma única plataforma. Tudo isso permite tomar decisões estratégicas sobre a jornada do colaborador para criar uma cultura de alta performance!

Estratégias para integrar equipes 

Através do processo de Integração Organizacional e também após a aplicação da Pesquisa de Clima Organizacional os profissionais de RH podem se deparar com cenários que não contribuem positivamente para a integração das equipes. Porém, vale lembrar que esse é um fato de suma importância dentro das organizações, independente do seu mercado de atuação ou porte. Assim como, buscar um ambiente de integração organizacional faz parte do conjunto de melhores práticas do RH.

Por isso, separamos três maneiras de integração que, quando aplicadas corretamente, podem mostrar resultados bem positivos. Confira abaixo: 

Endomarketing

Pode parecer estranho trabalhar o Marketing dentro de uma empresa, mas a ideia é mais ou menos essa mesma. Aliás, é uma das estratégias com boa performance na hora de se comunicar com os colaboradores. 

Sendo asism, o Endomarketing pode ser uma chave importante para diminuir distâncias e barreiras entre diferentes as equipes ou departamentos de uma mesma empresa. Pois podem ser criados programas ou ações pontuais que incentivem a união de diferentes profissionais, o que pode também fortalecer a cultura organizacional da empresa. 

Processos de Treinamento

Em síntese esse processo tem como objetivo principal fazer com que equipes conheçam o trabalho de outros departamentos. E, a partir dessa interação será possível fazer com que cada colaborador conheça um pouco mais sobre o dia-a-dia, as dificuldades e a importância do trabalho realizado por cada um dos funcionários da empresa – sem falar da empatia. 

Dinâmicas de Equipe

Essa é outra importante ferramenta para que se possa criar um ambiente de integração entre as equipes. A ideia é que a partir da troca de informações, os profissionais possam criar ou fortalecer laços com seus colegas. Algumas ideias de dinâmica que podem ser realizadas são: características e manias engraçadas ou que ninguém conhece, fazer uma conversa sem o uso da fala ou escrita ou até promover encontros especiais como, café da manhã ou almoço. 

Como visto, o processo de Integração Organizacional é uma prática bastante importante. E, por isso, deve ser adotada por todas as empresas. Com certeza, o maior investimento será de tempo e dedicação dos profissionais envolvidos, mas somente assim sua empresa poderá conquistar resultados ainda melhores. 

✅ Que tal preparar um checklist da Integração Organizacional? Aproveite o teste gratuito da Factorial para criar um!

 

Texto de Gabriela Zanellato e edição de Maria Esther Castedo

Leave a Comment