Ir para o conteúdo

Como calcular salário líquido? [Download Planilha Grátis]

Como você sabe, o salário bruto e o salário líquido diferem. Por isso, quando se faz uma proposta de emprego, aquele salário que é combinado ou apresentado é o bruto. Mas, ao fazer a folha de pagamento, o colaborador se depara com descontos que podem ser difíceis de compreender. Do mesmo lado está o departamento de RH, que deve saber como calcular o salário líquido e se familiarizar com os números.

Por isso, trouxemos um passo a passo sobre como calcular o salário líquido, assim como uma planilha Excel que faz isso automaticamente!

Índice

Qual a diferença entre salário líquido e bruto?

Para entender de uma vez por todas a conta do salário líquido, é preciso voltar atrás. O salário bruto consiste naquele valor que o setor de Recursos Humanos ou seu chefe lhe disse que seria o pagamento. Ou seja, valor bruto. No entanto, todo colaborador tem uma parte do seu salário retido, são os chamados descontos. Sendo assim, podemos dizer:

O salário líquido é o salário bruto menos os descontos obrigatórios e outros que podem ser aplicados em cada caso individual

Então, você se pergunta: quais são os descontos que eu posso estar sujeito? Para começar, dois descontos obrigatórios que existem segundo a lei trabalhista brasileira, são eles:

  • Contribuição ao INSS
  • Imposto de Renda

No entanto, dependendo do valor do salário do colaborador, ele pode chegar a ficar isento do desconto do Importo de Renda. Vejamos como isso funciona e qual será o salário de Juliana (nossa funcionária fictícia, para nosso exemplo) receberá ao fim do mês. Acompanhe!

Baixar planilha para calcular salário líquido automaticamente

Pare de se preocupar sobre o cálculo da folha de pagamento: preencha os valores na nossa planilha e saiba qual o valor do salário líquido final.

👉 Baixe grátis aqui a sua Calculadora de Salário Líquido!

Como calcular o salário líquido 2020?

Como você verá, tanto o INSS quanto o Imposto de Renda são descontos progressivos. O que isso significa? É que quanto maior o salário, maior será o valor retido. Então, comecemos o exemplo de Juliana. Começamos pelo desconto do INSS, que a partir de março de 2020 ficou da seguinte forma:

calculo salario inss

Então, vamos pensar caso Juliana receba um salário de R$ 5.000. Sendo assim, o valor do INSS a ser descontado será dividido em quatro faixas, porque o salário dela corresponde à quarta faixa. Ficaria assim:

7,5% de R$ 1.045 = R$ 78,38

9% de (R$ 2.089,60-1.045 = R$ 1.044,60) = R$ 94,01

12% de (R$ 3.134,4-2.089,6 = R$ 1.044,80) = R$ 125,38

14% de (R$ 5.000 -3.134,40 = R$ 2.966,66) = R$ 415,33

Dessa maneira, fazemos a soma de cada faixa, o resultado será de R$ 558,95. O que resulta em R$ 4.441,05 (R$ 5000 – R$ 558,95).

Desconto do Imposto de Renda

Nesta segunda etapa de calcular o salário líquido 2020, temos que nos atentar à tabela de desconto do Imposto de Renda. O valor resultante do salário de Juliana com o desconto do INSS é R$ 4.441,05 (R$ 5000 – R$ 558,95).

Base de cálculo  Alíquota Parcela a deduzir do IRPF
Até R$ 1.903,98 Isento R$ 0,00
De R$ 1.903,99 até R$ 2.826,65 7,5% R$ 142,80
De R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05 15% R$ 354,80
De R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68 22,5% R$ 636,13
Acima de R$ 4.664,68 27,5% R$869,36

Como o salário de Juliana após o desconto do INSS é R$ 4.441,05, então você deve ter percebido que ela não fica isenta do desconto do IRRF. Dessa forma, novamente, o desconto é feito por faixas, o que neste caso significa que o desconto acontece até a quarta faixa, novamente. Pois está no intervalo de R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68. Dessa maneira, fica assim:

7,5% de (R$ 2.826,65-1.903,98= R$ 922,67) -> R$ 69,20

15% de (R$ 3.751,05-2.826,65 = R$ 924,40) – > R$ 138,66

22,5% de (R$ 4.664,68-3.751,05 = R$ 690) -> R$ 155,25

TOTAL = R$ 363,11

O salário líquido resultante é de R$ 4.077,94.

Esses seriam os descontos de uma colaboradora que não possui nenhuma outra dedução.  Mas se ela tiver dependentes? Confira o valor abaixo!

teste gratis factorial

Desconto de dependente

Para cada dependente o valor do desconto é de R$ 189,59. Ou seja, após os descontos de INSS e Imposto de Renda, caso Juliana tivesse um dependente, ao calcular o salário líquido 2020 ficaria:

R$ 4.077,94 – R$ 189,59= R$ 3.888,35

Além disso, também devemos verificar outros tipos de descontos. Como é o caso do desconto sindical, desconto de vale-transporte e entre outros que irá depender da empresa e do colaborador.

Que tal conhecer alguns dos descontos mais comuns? É provável que tenha que ainda que descontos alguns deles do seu salário para descobrir qual é o salário líquido 2020. Eles são chamados de descontos não obrigatórios, presentes na folha de pagamento de muita gente.

Descontos não obrigatórios

Vamos começar por dois descontos bem comuns, o vale-transporte e o vale-alimentação. Também abordamos o desconto decorrente de faltas e atrasos. Confira!

Vale-transporte

O jeito mais popular de chamar o vale-transporte é VT, e se você recém começou no departamento pessoal de RH ou é seu primeiro emprego, esteja mais familiarizado com esse nome. Esse benefício é assegurado pelas leis trabalhistas, exatamente a Lei 7.418/85. Ela diz o seguinte:

“Art. 1º Fica instituído o vale-transporte, que o empregador, pessoa física ou jurídica, antecipará ao empregado para utilização efetiva em despesas de deslocamento residência-trabalho e vice-versa, através do sistema de transporte coletivo público, urbano ou intermunicipal e/ou interestadual com características semelhantes aos urbanos, geridos diretamente ou mediante concessão ou permissão de linhas regulares e com tarifas fixadas pela autoridade competente, excluídos os serviços seletivos e os especiais.

[…]

Art. 2º – O vale-transporte, concedido nas condições e limites definidos, nesta Lei, no que se refere à contribuição do empregador:

a) não tem natureza salarial, nem se incorpora à remuneração para quaisquer efeitos;

b) não constitui base de incidência de contribuição previdenciária ou de Fundo de Garantia por Tempo de Serviço;

c) não se configura como rendimento tributável do trabalhador.”

Deve ser considerado algo importante: o RH deve estar atendo que o VT não é considerado parte do salário do colaborador. Portanto, não entra nos cálculos como o INSS e Imposto de Renda.

Segundo a lei, o máximo que pode ser descontado do salário bruto é até 6%. O que isso quer dizer? Se o valor do transporte do colaborador é menor que 6% do seu salário, então se desconto o valor real. Caso o valor seja maior a 6%, então o desconto será de 6%.

Vale-alimentação

O desconto do vale-alimentação é daqueles que depende da empresa e/ou colaborador. É necessário verificar duas coisas: a categoria trabalhista em que está inserida o colaborador. A quantia cobrada por cada categoria é decidida por acordo ou convenção coletiva. Também pode ser o caso da empresa somente cobrar uma quantia simbólica. Já o segundo caso que deve ser verificado pelos Recursos Humanos é se a empresa faz parte do Programa de Alimentação do Trabalhador. Se ela fizer, o desconto máximo é de 20% do custo direto do benefício. De contrário, o máximo que pode ser descontado é 20%.

Faltas e atrasos

Faltas injustificadas e atrasos superiores a 10 minutos diariamente também podem render descontos no salário bruto. Por isso, é essencial ter um controle de frequência dos colaboradores. A melhor maneira de fazer isso é com um relógio de ponto online ou ponto móvel, ambos a mesma coisa.

planilha-folha-pagamento

Related Posts

Deixe um comentário