Ir para o conteúdo
indicadores-rh

Conheça 9 Indicadores de RH para colocar em prática

O número de empresas que utilizam métodos mais avançados para mensurar os mais variados resultados de seus negócios cresce constantemente. Eles são chamados de Indicadores de Desempenho ou Key Perfomance Indicators, ou somente, KPIs. Assim como em outras áreas, também existem indicadores de RH. Mas vejamos primeiro o que são KPIs!

Em síntese, eles são primordiais para uma gestão eficaz. Uma vez que possibilitam monitorar e acompanhar de perto o desempenho de diversos pilares. Como, por exemplo, a produtividade da equipe, o seu crescimento ou o nível de competitividade.

Quando aplicado ao setor de Recursos Humanos, os Indicadores de RH tornam-se de fundamental importância. Uma vez que funcionam como uma bússola, direcionando e dando um norte para que os gestores possam tomar decisões mais assertivas.

Agora que você já está por dentro da importância, continue a leitura desse artigo e conheça também o conceito e as fórmulas por trás dos principais Indicadores de RH para colocar em prática!

Índice

O que são Indicadores de RH?

O setor de Recursos Humanos passa constantemente por evoluções. Por conta disso, atualmente é possível notar o grande impacto estratégico que os profissionais da área possuem dentro das empresas. E, como as decisões tomadas pelo setor de RH estão diretamente relacionadas com a gestão de pessoas, é fundamental garantir que os objetivos traçados sejam atendidos.

Pois bem, é para fazer esse controle que existem os Indicadores de RH. Eles, resumidamente, são uma forma de analisar a efetividade das metas desenhadas pela equipe. Por isso, fazer o acompanhamento desses indicadores é crucial, tanto que os profissionais possam medir o sucesso da estratégia previamente traçada – e fazer alguma alteração ao longo do processo, caso seja necessário – quanto para diminuir a quantidade de possíveis erros.

É claro que existe uma enorme variedade KPIs relacionados ao setor de RH. Alguns exemplos são os indicadores relacionados ao turnover ou com o total de vagas fechadas dentro do prazo. Confira mais sobre esses e outros principais indicadores abaixo.

Sendo assim, é essencial identificar e definir quais são os Indicadores de RH que devem ser utilizados dentro da sua empresa. E lembre-se: por mais que essa tarefa envolva algoritmos e fórmulas, ela não precisa, e nem deve tomar muito do seu tempo. Como solução, diversas empresas estão implementando um software de RH, tecnologia capaz de reunir e mensurar indicadores de RH. Além de realizar outras tarefas como controle de frequência, relógio de ponto online, gestão de férias, envio de holerites e muito mais!

teste-gratis

Os Indicadores de RH mais utilizados

Se você acompanhou o nosso artigo até aqui, e agora está com dúvida sobre quais indicadores você pode usar na sua empresa, chegou a hora. Abaixo você vai encontrar uma seleção com os 9 Indicadores de RH mais utilizados. E junto com cada um deles, uma breve explicação e sua fórmula. Confira:

Absenteísmo

É através desse indicador que os Gestores de RH poderão medir o número de faltas, atrasos ou afastamento dos funcionários. E, em casos onde essa taxa é muito alta, a empresa tende a ser prejudicada. Isso porque pode haver uma perda de produtividade e, alguns casos, o impacto pode ser também financeiro. Por esse motivo ele é considerado um dos indicadores que não pode ser deixado de lado.

É claro que o motivo dessa ausência podem ser os mais variados. Tais como, condições de trabalho, problemas pessoais, conflitos com colegas ou gestores. Por isso também a importância de criar um canal de comunicação aberto entre o setor de Recursos Humanos e os colaboradores. Dessa forma, caso seja uma simples ausência, como é o caso das licenças médicas, basta recolher o documento de prova de ida ao médico.

Com relação ao cálculo, ele é simples. E, seu percentual ideal deve ficar no máximo em 1,5%.
Absenteísmo (%) = horas não trabalhadas ÷ horas efetivamente trabalhadas x 100.

Clima Organizacional

Saber como anda o Clima Organizacional dentro da sua empresa é fundamental. E, o melhor é que isso pode ser feito através de uma pesquisa realizada com todos os colaboradores da empresa.

Levantar questões sobre relacionamento com os gestores e colegas, remuneração, benefícios, pontos do cotidiano, entre outras irão ajudar o profissional de RH a enxergar a empresa pelos olhos dos colaboradores.

Se você quer saber mais sobre o conceito de Clima Organizacional e a importância que uma Integração Organizacional pode trazer para sua empresa, confira esse artigo aqui!

Competitividade Salarial

A comparação entre os salários oferecidos tanto dentro da sua empresa quanto em relação aos praticados no mercado é outro resultado adquirido através de um Indicador de RH. Ou seja, o objetivo principal desse indicador é esclarecer se a proposta da sua empresa para contratar um novo talento é atrativa.

O cálculo também é bastante simples. Basta manter em mente que caso o resultado do cálculo fique abaixo dos 100%, salário que será oferecido será menos competitivo que os demais ofertados pelos seus concorrentes. Enquanto que quando o percentual é maior do que cem, o seu salário será o mais atrativo.

Competitividade salarial = (salário oferecido ÷ salário-médio do mercado) x 100

Custo per capita de benefícios

Este indicador esclarece exatamente quais são os custos da empresa com todos benefícios concedidos de forma per capita. Ou seja, é a relação entre os gastos absolutos e o número de colaboradores – ou headcount – que constam na folha de pagamento durante um mesmo período.

Seu cálculo é feito então da seguinte maneira: Custo per capita = total de benefícios ÷ headcount

Desempenho

Para poder obter um resultado geral é essencial também fazer análises menores. Ou seja, o resultado de toda a empresa é feito por cada setor, cada funcionário.

Por isso, por meio desse indicador, é possível fazer um feedback geral para cada equipe tendo em mãos o resultado de desempenho de cada funcionário que faz parte da mesma. Aqui torna-se então fundamental avaliar fatores como: cumprimento de prazos, finalização de projetos e impacto financeiro, por exemplo.

No caso desse indicador, a maior parte do trabalho diz respeito ao levantamento de dados com base nos resultados dessas avaliações. E, após converter os dados qualitativos em quantitativos, será possível saber quem são os funcionários que tem o melhor desempenho dentro de uma equipe e quem são aqueles que merecem mais atenção por parte dos gestores.

Reclamações Trabalhistas

Esse indicador se relaciona diretamente à Legislação Trabalhista. Por isso, o cuidado com esse indicador é peça fundamental para evitar possíveis ações trabalhistas.

Sendo assim, o quesito fundamental a fim de evitar esse cenário é que a empresa esteja sempre atenta às leis vigentes e à carga tributária. Tendo em vista que alguns dos principais pontos de reclamação estão relacionados a: condições de trabalho, atrasos nos pagamentos, recolhimento do INSS ou FGTS, entre outras.

Agora com o crescimento do trabalho remoto, é essencial entender as leis trabalhistas do home office. Assim, oferecer uma adaptação mais tranquila e de acordo com o que lei prevê.

Retorno sobre o Investimento em Treinamentos (ROI em Treinamentos)

Retorno sobre Investimento. Do inglês Return On Investment, ou simplismente ROI. Esse é o indicador que permite esclarecer se os resultados dos treinamentos aplicados foram alcançados.

E, dependendo do resultado, é possível eliminar investimentos desnecessários. Ou também estudar quais são os treinamentos que trazem uma real capacitação para os funcionários.

Ele pode ser calculado pela seguinte forma:
ROI (%) = (Retorno obtido – investimento realizado) / Investimento realizado x 100

Rotatividade ou Turnover

Segundo as boas práticas, quanto menor o índice de rotatividade de colaboradores, melhor o clima organizacional dentro da empresa e mais eficientes os processos – de seleção, recrutamento e imersão.

Por isso, esse indicador é também importante. Vale lembrar que um alto número de rescisões de contrato gera custos elevados e que, muitas vezes, são desnecessários.

Com relação ao cálculo, ele é simples. E, o ideal é que a taxa esteja abaixo dos 5%.
Turnover (%) = Número de funcionários desligados / número total de funcionários ativos no mesmo período x 100

Vagas Fechadas no Prazo

Esse indicador está diretamente relacionado ao processo de recrutamento e seleção. E entender a pontualidade desse processo pode responder duas questões importantes. A primeira se refere a entender se o método utilizado atende às necessidades da empresa. Já a segunda está relacionada a diferenciar as boas e más práticas.

Para fazer esse cálculo, será necessário reunir informações sobre o total de vagas abertas no período escolhido e a quantidade de vezes em que todo cronograma previsto no processo foi cumprido.

Com isso em mãos, é só calcular:
Percentual de vagas fechadas no prazo = (vagas fechadas no prazo ÷ total de vagas abertas) x 100

A importância dos Indicadores de RH

Você deve ter percebido como os Indicadores de RH são de suma importância para qualquer empresa. Uma vez que, quando utilizados corretamente, é possível encontrar e analisar pontos positivos e também aqueles passiveis de melhora. O que, no fim, trará benefícios não só para a empresa, mas também para a gestão e seus colaboradores.

Quando o foco a equipe de Recursos Humanos, é bastante simples perceber que a aplicação dos Indicadores de RH ajuda os profissionais a entender de maneira bastante clara qual é a situação atual da empresa. E, a partir daí, será possível ajudar na definição de metas e estratégias futuras, além de analisar se os resultados estão sendo alcançados.

Conte com a Factorial para aplicar todos os indicadores de RH. Faça aqui um teste gratuito!

 

Texto de Gabriela Zanellato e editado por Maria Esther Castedo

Postagens relacionadas

Deixe um comentário