Ir para o conteúdo

Feedforward: O que é como implementar nas empresas?

feedforward

Você sabia que o feedback não é a única forma de otimizar o desempenho de um colaborador? Neste artigo explicamos o que é feedforward e como esta prática, que está cada vez mais em alta, pode ser implementada pela liderança para motivar e orientar a equipe. 

Num momento em que a otimização dos processos e do desempenho das equipes é urgente, conhecer novas práticas e técnicas de gestão de pessoas é fundamental. É neste contexto que o feedforward aparece como um recurso capaz de fazer a diferença nas organizações.

O feedforward é mais uma prática que, assim como o feeedback, permite incentivar os funcionários a atingirem um nível maior de produtividade e entenderem seus objetivos dentro da empresa.

Veja a seguir qual a diferença entre feedforward e feedback e como estas duas metodologias podem ser aplicadas no dia a dia. 

O que é Feedforward?

Cada vez que precisamos entrar em contato com um colaborador para avaliar o seu desempenho profissional, uma série de mecanismos entram em ação. Um deles, que muitas pessoas ainda não conhecem, é o feedforward.

Se analisarmos em detalhe a palavra “feedforward”, a tradução literal seria “pós-alimentação”. Mas afinal, qual é o significado de feedforward? 

Numa gestão de desempenho mais tradicional, quando estamos avaliando a performance de um colaborador, é comum olharmos para o seu desempenho anual ou mensal, indicando o que funcionou e o que precisa melhorar. Com a metodologia do feedforward, esta perspectiva de análise se inverte.

O objetivo do feedforward é basicamente orientar e analisar junto ao colaborador como suas atividades e metas atuais irão refletir em um desempenho de sucesso no futuro.

Em resumo, esta ferramenta de gestão ajuda as pessoas a visualizarem as suas metas e objetivos, tendo como foco a melhoria de suas ações e performance atuais, com base em um paradigma de positividade e melhoria contínua.

Isso é extremamente essencial se considerarmos a importância de estimular e motivar os funcionários para que possam atingir os objetivos de negócio em menos tempo e com maiores margens de lucro. Para que isso aconteça, reforçar positivamente comportamentos e competências que são essenciais para as metas estabelecidas é fundamental.

⬇️ Quer saber se os colaboradores estão satisfeitos? Aplique este teste de motivação no trabalho ⬇️

teste de motivacao no trabalho

Feedforward vs. Feedback

O feedback é uma prática recorrente e bastante conhecida no ambiente empresarial. No entanto, com o surgimento do conceito de feedforward, muita gente ainda se confunde na hora de entender o que cada um significa de verdade. Então vamos entender de uma vez por todas a diferença entre feedforward e feedback? 

Embora ambos sejam importantes para o desenvolvimento individual do colaborador, o feedforward e o feedback têm objetivos diferentes.

Conforme mencionado acima, enquanto o feedback olha para o passado, o feedforward se concentra no futuro. Ou seja, a maior diferença entre o feedback e o feedforward  está no momento e no modo como os comentários são realizados. Veja a seguir as características principais de cada um:

Feedback

No momento de dar um feedback ao colaborador, o gestor deve focar em ajudá-lo a detectar o que não deu certo no passado e o que deve ser mudado a partir daí. Por enfatizar ações do passado que já não podem ser alteradas, o feedback é muitas vezes encarado como algo negativo. Isso porque tende a destacar os pontos fracos do colaborador.

No entanto, se o líder tiver a intenção de elaborar uma crítica construtiva e deixar claro que o objetivo é ajudar e orientar o colaborador para que ele tenha ainda mais sucesso, esta abordagem tende a ser muito bem recebida.

Feedforward

Para entender o que é feedforward, é preciso saber que esta metodologia deixa de focar apenas no passado, em situações que já não podem ser alteradas, para focar naquilo que vai funcionar para o futuro.

Esta é uma metodologia amplamente usada na liderança transformacional, visto que busca fazer uma análise dos objetivos que buscamos alcançar e, com base neles, como podemos transformar a realidade atual para chegarmos lá.

Em resumo, este método acaba sendo mais bem recebido pelos colaboradores. Isso por conta da sua abordagem prática e da maneira positiva pela qual o plano de ação é elaborado, já que ele se concentra mais em soluções do que em problemas.

O feedforward dá ao funcionário não só a possibilidade de compreender o que foi feito, mas também sobre o que pode ser feito agora e como tudo isso reflete em seu futuro. Isso sem o medo de ser repreendido, perder o seu trabalho ou se sentir frustrado em relação ao seu desempenho. Além disso, o feedforward capacita esta pessoa e a motiva a continuar o seu trabalho, impulsionando o seu desenvolvimento profissional!

👉 Ferramenta de Gestão de desempenho: Modelos de avaliação,feedback automáticos e KPI´s de RH. 

feedforward-o-que-e

Benefícios do Feedforward

Agora que já sabemos o significado de feedforward, vamos entender quais as vantagens dessa prática para a empresa e para os próprios funcionários.

Quando o feedback é encarado como algo negativo  pelo colaborador, é comum que ele se sinta desmotivado ou estressado com a situação. Por estar mais alinhado à intenção de aprendizado e desenvolvimento, o feedforward já acaba sendo mais positivo para os colaboradores. Sendo assim, as vantagens deste recurso são múltiplas:

  • Potencializa o desenvolvimento profissional:

Quando os funcionários recebem uma sugestão em um tom positivo (mesmo que seja para corrigir algum aspecto problemático), esta abordagem gera, nas pessoas, uma sensação de que realmente há espaço para melhoria. E não é só isso. O colaborador também entende que  a empresa continua a apostar nele.

Esta metodologia é ideal para despertar o interesse das pessoas pelos seus planos de carreira e nas oportunidades de treinamento e desenvolvimento oferecidas pela organização.

  • Reforça o compromisso com a empresa

Os colaboradores percebem que, quando recebem o feedforward, a sua contribuição é valiosa para a empresa. Mesmo quando a  avaliação não é totalmente positiva, o feedforward reforça a confiança que a empresa tem no funcionário. 

Isso gera automaticamente um senso de compromisso no colaborador, que tende a se sentir mais responsável por contribuir com os resultados da empresa.

  • Bem-estar no trabalho

Quando as pessoas se sentem valorizadas, que têm espaço para crescerem profissionalmente e se envolverem com as atividades da empresa, o ambiente de trabalho das organizações melhora significativamente. As pessoas são o principal capital competitivo que as empresas possuem. Por isso, quanto mais confortáveis ​​estiverem, melhor será para a cultura corporativa e para o bem-estar individual.

👉Avaliação de desempenho: Tipos mais utilizados + Templates personalizáveis

Como aplicar o Feedforward: Passo a passo

Agora que já vimos exemplos de feedforward e quais os benefícios desta técnica, o próximo passo é desenvolver uma estratégia de gestão na qual seja possível incluir esta metodologia de trabalho. Confira a seguir um passo a passo de como aplicar o feedforward:

1) Análise de desempenho e definição de tópicos

O primeiro passo para implementar o feedforward é entender os pontos positivos e negativos do desempenho atual do colaborador. Depois de fazer esta análise, através de um sistema de People Analytics por exemplo, será possível detectar padrões e problemas. Além disso, é possível entender os pontos fortes da atuação profissional do colaborador.

2) Análise gradual e detalhada

Quando os pontos que serão abordados estiverem claros, é importante dar um passo de cada vez. Isso significa que cada tópico deve ser tratado por vez, para que os problemas e soluções não se misturem e para que o plano de ação seja claro. Além disso, é fundamental detalhar como o colaborador pode atingir suas metas e objetivos, garantindo que não reste nenhuma dúvida.

ffedforward vc feedback

3) Escuta ativa

A escuta ativa prioriza a voz do colaborador que está recebendo o feedforward. Isso quer dizer que, no momento da conversa, o gestor deve dar espaço para que o colaborador fale abertamente sobre suas expectativas, desafios e inseguranças. Dessa forma, fica mais fácil elaborar estratégias realistas e garantir que o feedforward seja realmente eficaz.

4) Foco no futuro

Um dos passos mais cruciais é definir padrões e elaborar um plano de acão. Essa é uma etapa fundamental para que os funcionários saibam o que é esperado deles no futuro. Muitas vezes é importante envolver também as outras pessoas em causa neste processo, pedindo para que contribuam com os seus pontos de vista. Em resumo, garanta que o plano envolva tudo o que e importante e seja realista.

👉Indicadores de Desempenho: Veja exemplos e saiba como usá-los

5) Acompanhamento

Anote e compile todas as informações discutidas durante o processo de feedforward e explique o plano de ação. Além disso,permita que aqueles que participaram nesta atividade tenham acesso às informações por meio de um sistema de gestão de documentos.

Desta forma, os “avaliados” podem acompanhar o seu desempenho com transparência e clareza. Depois, é preciso determinar um prazo, de 15 dias a seis meses, dependendo do caso, para avaliar o progresso e cumprimento do que foi acordado entre as partes.

performance

Como centralizar e automatizar um processo de avaliação?

Uma das maiores dificuldades dos gestores e do RH é centralizar documentos, processos internos e avaliações.  Hoje o paradigma dos processos de RH está muito diferente, face ao apresentado há uns anos. A tecnologia, a digitalização e a globalização vieram substituir os modelos tradicionais de gestão de pessoas e talentos.

No que dis respeito às avaliações de desempenho, há uma maior exigência à produtividade, de adaptação a modelos híbridos de trabalho e horários, e progressão de carreira. As equipes de RH acompanharam esta evolução. Por isso, houve a necessidade de encontrar novas ferramentas que permitissem encontrar soluções a estes novos problemas.

Uma das soluções que lhe poderemos apresentar é a ferramenta de gestão de recursos humanos da Factorial.

Veja a seguir como criar um modelo de avaliação com base nos conceitos do feedforward utilizando este sistema!

Modelo de avaliação com base no feedforward

Antes de mais nada, é importante destacar que todos os recursos do software podem ser testador por 14 dias na prática. Por isso, se você que ver como funciona, faça seu registro aqui e siga os passos a seguir.

Um dos recursos mais utilizados da plataforma é o de avaliação de desemprenho. Este recurso disponibiliza um mecanismo de feedback e feedforward. Nele, é possível estabelecer objetivos e metas para cada colaborador da empresa, assim como o modelo de avaliaçãoque será utilizado. Esta solução tem a vantagem de ser personalizável, se ajustando  às necessidades específicas de cada empresa.

Na seção de Avaliação de Desempenho ,é possível escolher o modelo de avaliação pretendido: 

  • Autoavaliações
  • Avaliação 90º
  • Avaliação 180º
  • Feedback ou Feedforward
  • Avaliação 360º

Nestas avaliações, é possível editar tudo o que for necessário. É um software totalmente flexível, no qual pode implementar o seu próprio processo, adicionar as suas dúvidas ou utilizar modelos pré-definidos. Algumas possibilidades são:

  • Realizar avaliações anónimas, sem mostrar a identidade dos avaliadores
  • Colocar campos obrigatórios (ou não)
  • Ter diferentes formatos: texto, numérico, classificação e escolha múltipla.
  • Extrair relatórios com os resultados períodicos das avaliações
  • Definir e monitorar os objetivos para os colaboradores
  • Verificar o status de cada avaliação, por gestores ou team leaders.

Veja a seguir em 1 minuto como funciona:

Teste na prática todos os recursos do software da Factorial por 14 dias, sem custos. Comece ainda hoje!

Este artigo também está disponível em: Español, Portugal, Mexican

Bruna Carnevale é Content Manager da Factorial para os mercados do Brasil e Portugal. Com uma formação diversa em comunicação e línguas, se diz cada vez mais apaixonada pela área de RH e acredita que o acesso à informação de qualidade pode ajudar tornar a gestão de pessoas cada vez mais humanizada e eficiente.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário