Ir para o conteúdo
candidate experience

A importância da Candidate Experience para o Employer Branding

Atualmente, com as mudanças constantes do mercado de trabalho, são os candidatos que escolhem em qual empresa vão trabalhar. Por isso, a importância de conhecer mais sobre Candidate Experience ou a Experiência do Candidato. Uma das mudanças que os Millennials trouxeram para o mercado de trabalho, foi a “necessidade de fazer parte de algo maior”. Isso significa que essas pessoas não estão buscando cumprir uma função dentro da empresa ou apenas subir de cargo. Mas sim, o que esse perfil de candidato almeja é ser acolhido pela organização e fazer parte de projetos que acredita.

Dessa forma, o Employer Branding está diretamente conectado com a Candidate Experience. Já que são os melhores talentos que decidem onde vão se desenvolver profissionalmente, a primeira impressão sobre a sua marca empregadora é crucial nesse processo. E claro, o que você deseja é causar uma boa impressão, não é mesmo? Para isso, acompanhe esse artigo e entenda o que é Candidate Experience na prática, sua relação com o Employer Branding e exemplos de como aplicá-lo no seu processo de recrutamento e seleção.

O que é Candidate Experience

A sensação, a impressão, a lembrança e tudo o que envolve se candidatar a sua empresa é a Candidate Experience. Para entender a importância da experiência do candidato vale pensar em como está sendo feito o  processo de recrutamento e seleção da sua empresa nesse momento. São inúmeros elementos que fazem parte dessa experiência e podem ser o fator decisivo na hora de um potencial talento escolher trabalhar com você.

Existem alguns exemplos concretos de como identificar se o seu negócio precisa melhorar a experiência do candidato. O primeiro deles é saber se a descrição da vaga de emprego está clara e objetiva. Se todas as informações relevantes para participar do processo seletivo são fáceis de encontrar: links, botões, formulários, etc. devem estar funcionando perfeitamente.

Outro ponto importante é ter certeza de que todos os documentos envolvidos durante o recrutamento e seleção estejam seguros, online ou no papel. Portanto, verificar se a pessoa responsável pelo processo está cuidando de tudo. E assim, garantir eficácia e segurança na hora de organizar e planejar cada passo. Hoje, os candidatos pesquisam sobre as empresas e sobre os recrutadores antes de se candidatar.

Todas as etapas da Candidate Experience possuem detalhes que podem fazer a diferença no final. São atitudes simples que vão desde o tom de voz usado para falar com os candidatos, até a pontualidade e tipo de pergunta na hora de realizar a entrevista. No caso da entrevista online, garanta que a tecnologia está ao seu favor e tudo está preparado para que não haja atrasos, problemas no som, vídeo, etc. Já se a entrevista tiver que ser presencial, conheça bem o perfil do entrevistado e garanta que a estrutura do seu negócio está pronta para recebê-lo.

Durante a experiência do candidato, também vale ressaltar que buscar um novo emprego é um momento de muita tensão e apreensão na vida de muitas pessoas. Independente do cargo, competência ou tempo de experiência dos candidatos, aproveite esse momento para mostrar o quanto a sua empresa se preocupa com eles. Dessa forma, demonstrar que se importa, valoriza e acredita naquele potencial novo colaborador vai garantir muitos pontos positivos na hora de escolher entre a sua ou outra empresa.

testes recrutamento selecao pessoal

Candidate Experience e Employee Experience

Apesar de serem ambos originais da língua inglesa e muito semelhantes, saber sua diferença é essencial. Enquanto a Candidate Experience está relacionada com o processo anterior ao Onboarding, ou a contratação efetiva, a Employee Experience é a próxima etapa desse processo.

Portanto, são estratégias complementares, que auxiliam na retenção de talentos e aumento da produtividade na sua organização. A experiência do candidato vai fazer com que essa pessoa escolha você e não o competidor. Enquanto a experiência do colaborador, é o que vai manter esse talento por mais tempo possível ajudando sua empresa crescer. O primeiro termo tem a ver com a fase de atração, já o segundo, de retenção. Tudo isso com o objetivo principal de reforçar a cultura empresarial e oferecer desenvolvimento profissional aos futuros colaboradores.

Assim, um não existe sem o outro. A jornada do colaborador tem início desde o momento em que a vaga é publicada até o Offboarding. Trabalhe com o que a sua empresa possa oferecer. Adapte a sua própria realidade. De nada adianta ter uma primeira impressão inesquecível se sua Employee Experience não recebe nenhum tipo de atenção ou investimento. Ou ainda, a maioria de seus funcionários estão bastante satisfeitos, mas durante o recrutamento isso não está claro pela forma com que os recrutadores aplicam o processo.

 

Candidate Experience aplicada ao Employer Branding

Sabemos que cada cultura empresarial é diferente. Possuem seu DNA próprio, e portanto, sua própria marca empregadora. Dessa forma, focar no que é importante para o que a sua empresa precisa, faz parte da estratégia para aplicar a Candidate Experiência a favor do seu Employer Branding. Como fazer isso? Simples. Aplique o que já dá certo na estratégia de employer branding da sua empresa durante o recrutamento e seleção.

Estender para todas as etapas da jornada do candidato o valor, metas e objetivos da sua marca empregadora não deixará dúvidas de que é aí onde os talentos querem estar. Isso porque os profissionais mais concorridos do mercado hoje, não estão focando suas buscas apenas em melhores salários ou condições contratuais. Temas como remuneração variável, horários flexíveis, oferta de treinamento e desenvolvimento, benefícios sociais e tudo o que envolva salário emocional devem fazer parte também do vocabulário dos recrutadores.

Employer Branding é a forma como os colaboradores vêem a sua empresa de dentro. E quando colocado em conjunto com a experiência do candidato, será como os talentos em potencial vão enxergar a sua marca empregadora de fora. São os valores, as políticas organizacionais, plano de carreira e vantagens gerais de fazer parte da sua equipe.

Ter em mente que a marca global da empresa não é apenas “para cliente ver” é essencial para o sucesso dos processos de contratação. Claramente, uma marca bem quista no mercado tem que gastar muito menos com publicidade, por exemplo. Porém, isso também gera nos candidatos uma expectativa muito maior.

Por isso, se já no primeiro contato com os candidatos a experiência é ruim, isso pode arruinar todo o investimento nas outras etapas. Além de deteriorar a imagem da sua marca empregadora. A popularidade de sites como Glassdoor indicam essa necessidade de conhecer a Candidate Experience com detalhes.


5 passos para adotar uma Candidate Experience de sucesso

1 – Estar presente e ativo

Estar presente nos principais canais de emprego é critério fundamental para ser encontrado pelos talentos, mas isso não basta. Manter conteúdo atualizado é fator determinante na hora de ativar sua vaga de emprego. Apenas copiar a descrição de uma vaga de anos atrás, sem nenhum tipo de revisão ou atualização, te fazem perder muitos pontos nessa etapa tão importante.

O ideal é ser encontrado com facilidade. E para isso, ter contas ativas nos principais sites de vagas de emprego, LinkedIn e outras redes sociais é crucial. Nesse caso, use a tecnologia ao seu favor. Com um software de recrutamento que conecte diretamente o seu portal de emprego aos demais canais, sem a necessidade de entrar em cada uma delas para fazer qualquer tipo de acompanhamento ou modificação.

2 – Mostrar os seus valores

É nessa etapa que colocamos em prática o que foi dito anteriormente sobre aplicar Employer Branding na experiência do candidato. Os colaboradores em potencial tem que saber sobre todos os benefícios de fazer parte do seu time de profissionais. A mensagem deve ser clara e ser colocada em destaque.

Outro ponto é manter um site intuitivo, user friendly ou com boa navegação. Isso facilita a busca dos candidatos para encontrar as informações necessárias do processo seletivo. Certifique-se de que são necessários poucos cliques para preencher os dados do candidato no formulário da sua página e que esses dados chegaram até você sem nenhum problema.

Lembre-se de que a transparência também gera engajamento e credibilidade ao seu negócio. Não fique perdendo tempo com informações irrelevantes para determinada vaga de emprego. Seja objetivo e vá direto ao ponto. Uma vez selecionado, mostre ao candidato quem são as pessoas envolvidas no processo, que tipo de ferramentas serão utilizadas, indique os prazos, os horários, e locais com bastante eficiência.

Adaptar essa fase do processo ao perfil de cada candidato demonstra que a sua empresa se preocupa com a experiência do candidato e preza para que ela seja o mais positiva possível.

3- Garantir segurança de dados

Um tema bastante em alta hoje é a segurança e tratamento de dados online. Com o desenvolvimento e aplicação da LGPD no Brasil, essa parte do processo de Candidate Experience teve um aumento na sua relevância. Agora é também responsabilidade dos recrutadores, garantir aos candidatos que o processamento e coleta de seus dados aconteça de maneira segura.

Para que isso aconteça de maneira eficaz e protegida, o melhor a ser feito é digitalizar essa etapa do processo de seleção. Com um software que armazena dados na nuvem com criptografia, por exemplo, pilhas de papéis e inúmeros arquivos no computador não serão mais necessários. Diminuindo drasticamente as chances de documentos serem perdidos ou enviados equivocadamente.

4 – Reduzir custos e tempo

Uma das vantagens em investir em Candidate Experience é a parte de redução de custos e do tempo gasto com processos de recrutamento e seleção. Isso porque, uma estratégia bem organizada e automatizada, gera autonomia e eficiência. Reunindo todas as etapas na mesma plataforma, desde a publicação da vaga, passando pelas entrevistas, coleta de todos os documentos até o Onboarding tudo fica mais simples e barato. Assim, menos pessoas terão que ficar responsáveis pelos processos, menos tempo será gasto e maior rapidez na escolha final.

experiencia do candidato

5- Dar feedback a todos

Em uma pesquisa realizada em 2020 pela organização The Talent Board, especializada em Candidate Experience, mostrou que 43% dos entrevistados preferem receber um feedback mesmo que negativo, do que não receber nenhum tipo de comentário ou sugestão. Apesar desse número não representar nem metade dos candidatos, a pesquisa mostrou que ele vem crescendo consideravelmente nos últimos anos e a tendência é aumentar ainda mais.

Isso indica que dar feedback é essencial para manter uma boa imagem da sua marca empregadora, mas não é o mais importante. Aqui, o que está sendo considerado é como esse feedback pode ajudar na vida profissional desse candidato como um todo. Isso porque o feedback negativo funciona como uma forma de crítica construtiva, quase como uma sessão rápida de mentoria. Esse candidato vai reavaliar alguns pontos para seus próximos processos seletivos, mas nunca esquecerá das boas dicas e sugestões dadas pela sua empresa.

Enquanto o feedback positivo também vai ajudar no restante do processo de recrutamento. Pois deixa claro para o candidato quais os pontos de seu perfil que são valorizados pela empresa. Indicar quais foram seus acertos durante as entrevistas, quais foram as skills que esse candidato se destacou, além de motivá-lo e prepará-lo melhor para as próximas etapas, também já mostra como a empresa tem um interesse real em manter aquele talento.

teste gratis factorial

Tecnologia em RH para Recrutamento e Seleção

Depois de conhecer tudo sobre Candidate Experience, você já sabe como isso afeta diretamente o Employer Branding da sua empresa. Portanto, é hora de encontrar uma solução para colocar em prática as 5 dicas de sucesso indicadas anteriormente.

Entre tantas tecnologias em RH voltadas para o processo de recrutamento e seleção, a Factorial é a mais completa. Isso porque o software da Factorial reúne no mesmo programa, todas as ferramentas para te auxiliar e otimizar não só a experiência do candidato. Mas também a experiência dos seus colaboradores durante todo o tempo que estiver trabalhando no seu negócio.

Uma ferramenta completa e personalizada, onde você poderá conectar com o portal de empregos, acompanhar o andamento das entrevistas, criar calendários, programar Onboarding, dar feedback e avaliações de desempenho, fazer gestão de horas, ausências e férias, criar e publicar comunicados e muitos outros recursos para facilitar o dia a dia dos gestores de RH e investir tempo no que realmente importa: seus funcionários.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário