Ir para o conteúdo
qualidade vida no trabalho

Como conquistar qualidade de vida no trabalho: dicas para o RH

O setor de RH, como já citado em outros artigos, passa constantemente por mudanças. Por isso, o profissionais estão deixando de focar apenas em burocracias e nas operações rotineiras, como folha ponto ou processo de seleção. Agora, começam a se tornar estrategistas fundamentais para qualquer empresa, independente da sua área de atuação ou porte. Nesse sentido, o RH passa a ser responsável pela gestão de pessoas e, por consequência, pela Qualidade de Vida no Trabalho.

Aliás, o termo também é conhecido pela sigla QVT, ela se refere ao nível de satisfação que os colaboradores têm em relação ao seu ambiente de trabalho. Outro incentivo interessante são os programas de wellness, que promovem a felicidade e a saúde dos colaboradores. 

Acompanhe o nosso artigo e veja como a qualidade de vida no trabalho pode influenciar no desempenho de seus colaboradores . Assim como, veja o que pode ser feito para garantir que o ambiente de trabalho seja sempre a melhor!

Índice

O que é Qualidade de Vida no Trabalho? 

A maioria das pessoas passam mais tempo em seu ambiente de trabalho do que em suas próprias casas. Por isso, organizações ao redor do mundo tem se preocupado cada vez mais com a melhoria de seus processos como um todo. E, é claro que a Qualidade de Vida no Trabalho também é um dos tópicos que ganhou a atenção dos profissionais de RH nos últimos anos. 

Assim como os demais assuntos que fazem parte do dia a dia do setor de Recursos Humanos, fazer a gestão do QVT também envolve uma série de elementos. São eles: 

  • As oportunidades que a empresa oferece para que seus colaboradores possam desenvolver suas capacidades e crescer em sua carreira; 
  • A integração, não só com a sua equipe, mas também com os demais colaboradores da empresa. Além da própria adequação ao ambiente de trabalho;  
  • As condições de segurança e saúde; 
  • Os salários e benefícios que são oferecidos os colaboradores de acordo com a função que desempenham dentro da companhia. 

Vale lembrar que esses são só alguns dos fatores que podem impactar a qualidade de vida do funcionário. Por isso, manter um canal de comunicação aberto entre o departamento de Recursos Humanos e os colaboradores é essencial. Fazer pesquisas com relação ao Clima Organizacional da empresa, é uma prática que pode, por exemplo, auxiliar na manutenção do índice de qualidade de vida no trabalho. 

Mas, o que afeta negativamente a qualidade de vida no trabalho?

É importante ressaltar também que, em alguns casos não são grandes falhas que geram insatisfação no colaborador. Mas sim pequenos descuidos que podem se acumular com o passar do tempo, caso essas boas práticas de RH não sejam adotadas. 

Quando uma empresa se atenta aos fatores que podem influenciar a qualidade de vida de seus colaboradores, ela está também cuidando dos seus resultados. Afinal, investir no bem-estar e na felicidade de todos os profissionais que fazem parte do time pode trazer retornos de importantes, pois a qualidade de vida interfere diretamente na produtividade dos colaboradores. 

 

Práticas de RH para mais qualidade de vida no trabalho 

O departamento de RH é um dos principais responsáveis, dentro de uma empresa, por promover um ambiente saudável e rotinas de trabalho que valorizem a qualidade de vida. Muito embora fatores externos possam contribuir com o sentimento geral de felicidade de funcionários, há muito que o RH pode e vem fazendo nos últimos tempos para garantir um ambiente de maior qualidade de vida nas empresas. Abaixo você pode conferir alguns exemplos. 

Plano de Carreira

Mais do que fazer parte de um time, muitos colaboradores buscam sempre a possibilidade de crescer dentro da empresa. Por isso, se dentro da sua empresa existe algum profissional que aspira uma evolução na carreira, vale a pena apresentar a ele as opções que ele tem à disposição – desde que elas sejam compatíveis com o que ele também busca e pode oferecer. 

Além disso, ao visualizar a oportunidade de crescimento, pode acreditar que a motivação desse funcionário será consequência. E, naturalmente, ele vai começar a investir em cursos complementares e estar pronto para enfrentar novos desafios profissionais. 

Ginástica Laboral

Fazer movimentos repetitivos, trabalhar sentado ou em posições desconfortáveis por muito tempo, entre outras situações, fazem mal para o corpo e a mente. E prejudicam diretamente na qualidade de vida dos colaboradores. 

Por isso, estimular a prática da Ginástica Laboral é uma ótima iniciativa. Além promover o autocuidado, ela aumenta a disposição. Portanto, incentive o time a separar alguns minutos pela manhã antes de começar o dia e adotar os exercícios. Uma boa ideia também contratar um profissional especializado para ajudar com isso. 

Pertencimento

Muito além de “ter um emprego” pessoas querem fazer parte de um time, uma comunidade. Para fazer isso se tornar realidade, é preciso que os colaboradores sejam envolvidos nos processos de decisão e tenham voz ativa dentro da empresa. 

A capacidade de ver seus pensamentos, desejos e contribuições manifestados no dia a dia da empresa ajuda, e muito, a fazer com que os funcionários tenham essa sensação de pertencer a algo maior. 

Pode ser uma boa ideia, por exemplo, criar uma comissão que dê voz aos funcionários ou apontar líderes dentro de times específicos e que eles tenham livre acesso aos profissionais em hierarquia superior para transmitir críticas e feedback de seus pares. 

Essa inclusão tende a fazer com que os colaboradores se sintam, em geral, mais engajados e integrados. Além disso essa construção ajuda a quebrar, em partes, a dinâmica tradicional da hierarquia clássica,. Assim, abre espaço para modelos de gestão de tom mais horizontal. 

Liberdade e Autonomia

Parte da rotina dos profissionais de RH é trabalhar com pessoas. E quando falamos de pessoas, é necessário pensar que estamos tratando de capital intelectual. 

Por isso, fazer com que os funcionários se sintam livres – ainda que dentro das normas da empresa – para que eles possam tomar as suas próprias decisões pode, muitas vezes, influenciar positivamente. Tanto na autoestima do colaborador quanto na relação entre empregador e empregado.  

Benefícios

Além do salário, o pacote de benefícios oferecido pela empresa também é um dos fatores que se destaca. Por quê? É um grande atrativo e incentivo para os colaboradores. Aqui, é claro, que os benefícios oferecidos variam de acordo com cada empresa. Mas, vale lembrar que sempre podemos ir além dos tradicionais vales ou festas de confraternização.

Relação entre RH e Qualidade de Vida no Trabalho 

O setor de RH é o principal canal de comunicação entre os colaboradores e a organização. Sendo assim, também responsável por garantir a qualidade de vida no trabalho ao mesmo tempo em que atinge os objetivos e metas da empresa. 

Para conhecer um pouco mais sobre as funções que podem ser desempenhadas pelo setor de Recursos Humanos e também entender a diferença para o Departamento Pessoal, você pode acessas esse outro artigo produzido pela gente!

Com essas dicas, o aumento na qualidade de vida do colaborador será a máxima possível. E, como resultado, a comunicação entre os setores da empresa irá melhorar. E o melhor:seus funcionários também irão se sentir mais valorizados, dando sempre o seu melhor. Ou seja, todo mundo sai ganhando, beneficiando a si mesmo e a empresa!

✅ Conheça a Factorial e faça um teste grátis!

 

Texto de Gabriela Zanelatto e revisão de Maria Esther Castedo

Escritora e jornalista, autora no blog da Factorial. Escreve sobre recursos humanos, leis, desenvolvimento e treinamento de equipes de alta performance.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário