Ir para o conteúdo

O que é business intelligence e como usar no RH

o que e business intelligence

Uma das principais vantagens de estarmos mergulhados em dados é poder saber tomar melhores decisões. É justamente por isso que entender o que é business intelligence pode ser crucial no crescimento do seu negócio. Muito além de ser usado somente para fins comerciais da empresa, o business intelligence pode ser um aliado dos gestores de Recursos Humanos. Mas como?

Hoje, mais do que tratar de processos burocráticos, o RH precisa estar à par das facilidades que a tecnologia traz. Ao usar processos que permitam medir, comparar, fazer projeções e análises de performance, é o capital humano da empresa que sai ganhando. Isso tudo com a ajuda dos dados que a empresa já dispõem.  

Neste artigo vamos explicar o que é business intelligence e como ele pode ser usado no contexto do RH. Traremos também os benefícios que uma estratégia pautada em dados pode trazer para os seus colaboradores. Vamos lá:

O que é business intelligence 

Para entender o que é business intelligence, primeiro devemos saber que o termo existe desde os anos 90. Ele pode ser definido como o ato de extrair dados, muitas vezes em forma de números, por meio de ferramentas específicas.

Quando uma empresa possui as aplicações e softwares adequados, poderá ver os dados armazenados e usar essas informações para tomar boas decisões. 

Estas decisões são baseadas em dados, não são “achismos”. O objetivo central do business intelligence é proporcionar uma informação bruta e fazer com que reflexões e mudanças aconteçam. 

Uma frase que resume bem o que é business intelligence é: “não se gerencia o que não se mede”, dita pelo professor e estatístico americano Edwards Deming, ainda na década de 50. Ou seja, tudo o que não pode ser medido e calculado, não pode ser gerenciado

Dados se tornam mudanças 

Vamos trazer o exemplo de uma fábrica de queijos que acabou perdendo uma grande quantidade de seu produto por um problema de logística. Ao fazer as perguntas certas, você vai entender como os dados se tornam mudanças na vida real.

Sem dados, como saber exatamente quantos produtos foram perdidos e em qual etapa do processo? Onde foram distribuídos e onde deixaram de ser? Qual o prejuízo exato desse acontecimento?  É aí que entra a necessidade de investigar e entender o que é business intelligence.

O business intelligence vai trazer estes dados para empresa, por meio de ferramentas, softwares e programas específicos onde estas informações ficam armazenadas. Elas em seguida são acessadas pelo departamento comercial, de vendas e logística, para pensar em mudanças no processo.

Os números podem prevenir acidentes futuros e acompanhar o andamento dos projetos da empresa. É aí que a magia acontece: os números em uma tabela se transformam em ações concretas

Como aplicar o business intelligence no departamento de RH 

Mais do que saber o que é business intelligence, é preciso saber como aplicá-lo no departamento de RH. Para isso, pergunte-se primeiro o que precisa ser investigado. Com as informações certas, você pode entender melhor sobre a própria empresa e o mercado em que ela está inserida.

Já se o ponto central for o colaborador, existe o People Analytics. Esse método analítico coloca o capital humano em primeiro lugar, gerando valor para os seus funcionários. Em outras palavras, é o businnes intelligence voltado para a área de RH

Como o People Analytics é aplicado ao RH

E como o People Analytics é aplicado ao RH? Vamos supor que você precise analisar o desempenho de um funcionário nos últimos 3 meses.

Para isso, você precisa buscar por dados. Entre eles estão os resultados de feedback e satisfação, entrevistas individuais, tempo médio e frequência de objetivos alcançados, entre outros. 

Reunidos estes dados, é hora de decodificá-los: este funcionário está tendo um bom desempenho de acordo com essas informações? Se sim, onde ele mais obtém resultado e por que? Se não, quais são os dados em baixa e o que eles dizem sobre o método de trabalho desse funcionário? Tudo isso tem a ver com o princípio do People Analytics.

people analytics banner

Buscar uma melhora saudável e positiva  

Lembre-se, quando falamos em People Analytics, queremos buscar soluções. Se os dados não forem tão positivos, pense em estratégias para melhorá-los e aproveitar o potencial escondido do colaborador ou do grupo analisado. Tudo isso visando buscar uma melhora saudável e positiva.

Sem apontar o dedo, sugira mudanças positivas que podem melhorar, no exemplo citado, o desempenho. Tudo isso, claro, pensado em conjunto com o gestor da área, que pode certamente dar sugestões valiosas.  

Talvez o que falte é um treinamento, uma maior integração com a equipe, ou mesmo um maior número de feedbacks e reuniões com o gestor.

Propor soluções

Estes dados quantitativos comprovam. Daí por diante é responsabilidade do RH e do gestor direto de tentar entender o que é business intelligence e como ele é ligado ao People Analytics, para assim propor soluções.

Vale dizer que você também pode cruzar dados de uma pessoa com outra para avaliar como elas podem se complementar em suas tarefas diárias.  

Quais os benefícios do business intelligence 

Na hora do recrutamento

Sim! Além de ser importante para quem já está dentro da organização, o business intelligence oferece benefícios na hora do recrutamento. E de qual forma? Quanto mais você souber a respeito da empresa, melhor será o seu processo de seleção.

Investigue qual tipo de perfil de pessoa é contratada, qual a formação ideal do candidato e o fit cultural que ele deve ter.

Utilize os dados que você têm sobre os setores, a cultura e mentalidade da empresa. Além disso, veja quais características técnicas são as mais valorizadas nesse ambiente profissional. 

Tendo tudo isso em mãos, vai ser a hora de ligar os pontos e ver qual candidato se encaixa mais de acordo com os dados da empresa que você possui. Pronto, se você fez isso, sabe direitinho o que é business intelligence!

Descobrir o que precisa melhorar 

Entender o que motiva os funcionários a deixarem a empresa é uma das chaves para reter talentos. Para isso é fundamental fazer avaliações individuais pós demissão – pedida pelo próprio colaborador. Com isso você vai descobrir o que precisa melhorar na empresa e pensar em mudanças.

Estes dados valem ouro. Uma vez que o funcionário não está mais implicado na empresa, se sentirá mais livre e à vontade para comentar tudo o que lhe desagradou.

Retenção de talentos 

O business intelligence pode te ajudar na retenção de talentos na empresa. Para isso, faça pesquisas de avaliação constantes, trimestrais ou semestrais, com os colaboradores e compare os dados obtidos. 

Outra forma de reter funcionários é estar ciente do treinamento e desenvolvimento que deve ser oferecido a cada setor da empresa. Quando tudo está esclarecido e as instruções são bem dadas, as chances de ter colaboradores satisfeitos é maior.   

treinamento e desenvolvimento

Performance do capital humano

Essa é uma das principais razões pelas quais o business intelligence é utilizado. Uma vez que você entende o que é business intelligence, poderá guiar a performance do capital humano da sua empresa.

Principalmente quando é chegada a hora de definir os objetivos e resultados-chave, também chamados de metodologia OKR. 

Este método permite que as metas do colaborador sejam definidas e planificadas, de modo a organizar o que ele precisa entregar.

Os dados definidos por esses objetivos podem ser usados no business intelligence. Assim, você mede a performance do colaborador e os pontos que ele precisa melhorar.

Software que facilita a captura de dados 

Agora que você já sabe o que é business intelligence, deve se perguntar qual ferramenta pode te ajudar nesse processamento de dados. O software Factorial facilita a captura de dados e reúne uma enorme quantidade de pesquisas e avaliações, além de elementos específicos de cada colaborador.

Tudo fica disponível em uma única plataforma, reunindo os principais processos de Recursos Humanos e de Departamento Pessoal. Com isso você consegue:

  • Economizar tempo
  • Visualizar de forma rápida os objetivos e metas de cada colaborador
  • Proteger e securizar todos os dados 
  • Criar relatórios personalizados
  • Acessar estes dados onde quer que esteja, já que são guardados na nuvem

Dessa forma você pode implementar estratégias de business intelligence de forma rápida. Todos os dados estão prontos e disponíveis para você. 

software rh factorial

Texto por Beatriz Prieto e Editado por Mariana P.

Este artigo também está disponível em: Italiano, Portugal, Mexican

Mariana P. é parte do time de Content Marketing da Factorial. Acredita que copywriting é mais do que contar histórias. É também diversificar conhecimento para que todos tenham acesso. Depois de viver em diferentes países e trabalhar com B2C e B2B, percebeu que o setor de Recursos Humanos é parte fundamental para a transformação e o crescimento das pessoas dentro de uma organização.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário