Ir para o conteúdo

Como fazer o pitch perfeito e convencer seu chefe em poucos minutos [+ Template personalizável]

pitch

Estrutura objetiva, dados reais, recursos visuais e muita confiança: Esses são alguns dos ingredientes para o pitch perfeito que vai trazer aquele “sim” que você tanto espera da liderança. Confira a seguir 5 estratégias para planejar um pitch e baixe um template personalizável. 

Você já teve uma ideia brilhante e não sabia como apresentá-la para o seu chefe? Ou então precisou de uma aprovação urgente para um projeto e não conseguia convencer a liderança? Bom, sentimos dizer isso, mas talvez você não tenha feito isso da melhor maneira possível.

É nessa hora que elaborar um pitch pode ser a melhor estratégia para convencer seu chefe ou até mesmo a alta liderança da empresa. Mas afinal, como fazer um pitch do zero? O que considerar? Por onde começar?

Veja a seguir um passo a passo para fazer o pitch perfeito e baixe um template personalizável para conseguir a aprovação em qualquer ideia ou projeto!

⬇️ [Template para download] Monte o seu Pitch do zero!

Índice

O que é um Pitch?

Seja para apresentar ideias, orçamentos ou um projeto novo, saber organizar e planejar o que vai ser falado é essencial para convencer outras pessoas.

Quando um argumento é bem apresentado e vamos direto ao ponto, fica mais fácil entender o que está sendo dito. Com isso, as chances de sucesso aumentam significativamente. É neste contexto que o pitch aparece como a forma perfeita de resumir o que precisa ser transmitido.

Esta estratégia pode ser usada em diferentes contextos e situações de negócios. No entanto, hoje vamos destacar como o pitch pode te ajudar a convencer a liderança da sua empresa a aprovar suas ideias de forma rápida, profissional e objetiva.

Antes de começar: 5 estratégias para convencer alguém

Você pode até ser bom em convencer outras pessoas no dia a dia, mas no ambiente profissional é preciso saber equilibrar os argumentos e utilizar estratégias inteligentes para conseguir esse feito. Confira a seguir 5 dicas estratégicas para convencer alguém em um contexto de negócios.

1. Conheça sua audiência

Antes de começar a preparar o pitch, é fundamental estudar e analisar quem é o seu público, ou seja,  quem você vai ter que convencer da sua ideia. Ao fazer esta pesquisa você será capaz de entender melhor o contexto de suas necessidades.

Isso também ajuda na hora de encontrar recursos para fortalecer laços e se conectar melhor com seu público. Saber um pouco sobre as preferências, rotina de trabalho ou desafios diários da pessoa ajuda a orientar a conversa e a intenção da mensagem.

Você sabe para quem deve apresentar sua ideia? Você sabe qual é o papel dos altos executivos da sua organização? Que abordagem você usará para apresentar seu pitch?

2. Se conecte com seu público

É altamente recomendável praticar sua apresentação, o que você vai dizer e como vai fazer isso. No entanto, tenha em mente que tudo deve ser natural e não deve parecer algo muito preparado ou roteirizado.

Dessa forma, além de apresentar informações baseadas em dados reais, você também deve se conectar com seu público em um nível emocional. Essa conexão pode ser alcançada por meio de histórias e exemplos concretos que despertem a atenção e a curiosidade do destinatário para saber mais sobre o que está sendo discutido.

👉 Gestão na inovação: O que é e como aplicar nas empresas?

3. Utilize a comunicação persuasiva

Não é apenas sobre o que você vai dizer, mas como você vai dizer. Quantas boas ideias se perdem porque não são apresentadas corretamente? Ou quantas vezes você ficou sem palavras em uma reunião quando alguém atacou sua proposta e você não soube defendê-la por falta de argumentos?

Portanto, para convencer, é preciso dominar a comunicação persuasiva. Persuadir é sinônimo de convencer. O que uma empresa tem de mais valioso são as pessoas e as ideias que ela têm. No fim das contas, é isso que determina o sucesso das organizações.

como fazer um pitch

4. Quantifique as informações

Se você vai se reunir com gerentes seniores ou investidores para convencê-los de suas ideias ou propostas, você deve quantificar todas as informações que puder e iniciar a conversa com um título claro e marcante.

Mostre a todos que você fez sua lição de casa, que realmente entende os dados e que avaliou os principais cenários e impactos. Isso dará ao receptor a segurança para acreditar que sua ideia é confiável.

Um exemplo disso pode ser visto no feedback de Jordi Romero, CEO da Factorial, em um dos pitches feitos para ele, que você pode consultar neste vídeo (disponível apenas em espanhol).

“Você nos deu muito pouca informação nestes 3 minutos, fiquei com muitas dúvidas. Quem é você? Quem é sua equipe? Quanto você tem investido? Quanto dinheiro será necessário para atingir os objetivos? Quanto tempo levará para realizar o projeto? Ter mais informações me ajudaria a ter uma imagem mais clara da ideia e do objetivo”

Por isso, é fundamental se preeparar e contar com recursos, dados e números para poder defender sua ideia de forma clara e concisa em um curto espaço de tempo.

5. Escolha o momento ideal

Para isso, você deve levar em consideração os seguintes fatores:

  • Como está a empresa? É importante entender a situação atual da organização. Saiba se grandes mudanças estão ocorrendo ou se decisões importantes estão sendo tomadas para entender se é o momento certo para apresentar seu projeto.
  • Como está seu gerente ou líder? É relevante saber se o seu gestor está estressado ou se tem muita carga de trabalho antes de propor uma determinada data ou horário.
  • Existe algum impedimento à nível pessoal? Compreender a situação pessoal ou familiar do seu líder é essencial para entender se é o momento certo para conversar com essa pessoa ou se ela precisa de mais tempo.

Tipos de Pitch

Existem diferentes tipos de pitch e eles devem ser elaborados de acordo com o contexto e a situação em que serão apresentados. A escolha do estilo dependerá das circunstâncias, do público, da ideia, do projeto, etc.

Os tipos de pitch podem ser classificados em 5 estilos diferentes: Tweet Pitch, Rocket Pitch, Pitch Deck, Elevator Pitch e Pitch de vendas.

1. Tweet Pitch

O Twitter Pitch pode ser explicado como “saber se vender” pelas redes sociais, seja para conseguir um emprego ou para ter sucesso profissionalmente. É um tipo de apresentação clara e concisa como um post no Twitter de cerca de 140 caracteres. Este tipo de pitch deve conter uma oferta focada em um público definido.

Além disso, você tem que resolver o problema exposto e precisa ter uma “fórmula secreta” para isso. Por exemplo, você pode focar em qual é o seu diferencial em relação ao restante dos candidatos ou ideias.

[Entrevista 📰] Liderança inspiradora: Dicas para impactar positivamente a equipe

2. Rocket Pitch

Em geral, este tipo de pitch é utilizado em apresentações de concursos e aceleradoras de startups e tem duração de um a três minutos, devendo ser claro, preciso e cool. Este discurso deve conter uma ideia, um produto, um mercado, um negócio, uma equipe e um plano de ação.

3. Pitch Deck

Este tipo de pitch vem se tornando cada vez mais popular nos últimos anos, especialmente por conta da ascensão das startups.

Um Pitch Deck é uma breve apresentação que dá uma visão geral de um negócio aos investidores. Nesse tipo de apresentação, o objetivo é mostrar o produto, o plano de negócios, a estratégia de monetização, a equipe envolvida, entre outros.

Apesar de ser uma apresentação curta, criar um Pitch Deck não é fácil. E embora cada empresa seja diferente, existe um formato que funciona e costuma gerar interesse entre os potenciais investidores. Portanto, para desenvolver um bom Pitch Deck você deve levar em consideração algumas etapas:

  • Prepare uma breve apresentação, que transmita diretamente as ideias mais importantes.
  • Considere um tempo para perguntas.
  • Crie um vínculo emocional com as ideias apresentadas. Conte como uma história e mantenha-a interessante.
  • Seja realista ao apresentar a ideia de negócio.

4. Elevator Pitch

Geralmente é usado em contextos mais casuais. O elevator pitch foca em expor um projeto ou ideia a um cliente, investidor, júri ou chefe em pouco tempo (entre 1 e 2 minutos). O objetivo deste tipo de pitch é captar a atenção e gerar interesse para conseguir uma segunda oportunidade.

A preparação de um discurso nesse formato também pode ser usada na hora de procurar um emprego, por exemplo. Estas são algumas das diretrizes que podem ser usadas ao preparar um Elevator Pitch:

  • Fale na primeira pessoa
  • Faça uma breve apresentação
  • Seja claro e conciso
  • Transmita a informação de uma forma específica

[Masterclass📖] Lifelong learning e Gestão de talentos: Guia prático

5. Pitch de vendas

Este tipo de pitch inclui elementos que procuram apelar para as emoções das pessoas. Tem que ser contado como uma história, apresentar cases de sucesso e introduzir um apelo à ação para acompanhar futuros negócios.

Para isso, é preciso ter clareza do objetivo e saber bem quem é o público ou pessoa a quem o projeto será apresentado. Esse tipo de pitch pode ser vantajoso na hora de pedir aprovação para a compra de novas ferramentas ou softwares na empresa, aprovar um orçamento no departamento ou fazer novas contratações.

tipos de pitch

Como fazer um pitch do zero: Passo a passo

Para desmistificar a ideia de que um pitch é algo complexo, elaboramos um passo a passo prático para te ajudar a construir o seu pitch em poucos minutos.

Confira a seguir as principais etapas que devem ser consideradas, qual a estrutura ideal e confira um template personalizável para usar na sua empresa.

1. Identificando o problema: estratégia dos 5 P´s

Toda solução ou ideia surge através da constatação de um problema. Por isso, o primeiro passo é identificar com precisão o problema e suas causas, tornando mais fácil encontrar a melhor solução.

Para isso, use a técnica dos 5 P ‘s. Pergunte a si mesmo “por que” 5 vezes, considerando primeiro o problema geral e depois indo mais a fundo na questão. No caso de uma empresa em que os clientes têm reclamado no atraso de seus pedidos, por exemplos, esse pode ser o escopo para entender a raiz do problema:

  • Por que os clientes estão reclamando?
  • Por que os prazos não estão sendo cumpridos?
  • Por que a equipe não está dando conta dos pedidos?
  • Por que não contratamos mais colaboradores?
  • Por que não pedimos um aumento no orçamento de recrutamento?

As perguntas devem começar com o primeiro problema identificado, aquele que está mais visível para a equipe. Ao responder cada questão, você terá as causas do problema muito mais claras e isso te ajudará a chegar na solução ideal.

Além disso, outra dica importante é reunir tudo o que se sabe sobre esta questão a ser resolvida. Isso será fundamental para explicar, no seu pitch, como esta situação foi identificada.

2. A solução ideal: Brainstorm

As respostas anteriores com certeza já vão te ajudar a ter uma boa ideia de qual a solução ideal. No entanto, a principal dica aqui é: Não pare na primeira ideia. Faça um brainstorming com a sua equipe e explore todas as alternativas possíveis.

Neste processo, siga o seguinte passo a passo:

  1. Anote todas as ideias que surgirem;
  2. Selecione aquelas que vale a pena explorar;
  3. Considere combinar mais de uma ideia para chegar à solução ideal;
  4. Determine um passo a passo para a execução desta ideia;
  5. Selecione a solução final.

Com a possível ideia em mente, é hora de encontrar formas de justificá-la, ou seja, mostrar que ela é possível e vale a pena. Para encontrar os argumentos perfeitos e encontrar gaps na execução, responda às seguintes questões:

  • A questão foi levantada anteriormente? Se sim, o que aconteceu?
  • Qual o maior desafio na implementação desta ideia? Como podemos superá-lo?
  • Que tipo de recursos (orçamento, tempo, suporte) você precisa para isso?
  • Qual é o principal benefício de resolver esse problema?

A partir daí e com a ideia mais clara na sua cabeça, comece a estruturar seu pitch. Nos próximos pontos, vamos mostrar como.

3. Como reforçar seus argumentos

Por ser uma ferramenta muito objetiva, o pitch exige priorização e foco no que realmente importa. Por isso, avalie que dados ou informações podem realmente reforçar seus argumentos e mostrar o que você deseja.

Para começar,  teste sua ideia antes de apresentá-la, sempre que possível. Números, exemplos e casos de sucesso para mostrar que a solução pode funcionar ou já funcionou antes são uma opção.

Além disso, oferecer tempo de demonstração ou consultoria para que seu chefe teste a solução na prática é uma forma de mostrar que você realmente confia nela.

A seguir, destacamos alguns recursos visuais que também podem ajudar neste processo.

4. Efeito UAU: Recursos Visuais 🚀

Tempo é dinheiro e as pessoas estão sempre com pressa. Por isso, comece pensando que a sua apresentação não é mais importante do que outras coisas que as pessoas precisam fazer. O maior desafio de um pitch é justamente resumir muitas informações em pouco tempo, sem deixar nada para trás.

Por isso, usar recursos visuais acelera a assimilação da informação e torna a apresentação mais interessante. Faça com que seja interessante, dinâmico e fácil de entender.

No entanto, considere seu público e tenha cuidado para não criar nada que tire a atenção do seu discurso principal.

Alguns recursos que podem ser usados no pitch:

  • Videos curtos
  • Imagens
  • Gifs
  • Animações
  • Gráficos
  • Templates

Este último é a base do seu pitch. Tente criar um design diferente para essa apresentação , para chamar a atenção do público. Se quiser acelerar essa etapa, confira aqui um template pronto para estruturar o seu pitch.

⬇️ Template para Pitch: Modelo para download

5. Prepare-se: Como lidar com possíveis (e difíceis!) perguntas

Não importa o quão bom seja o seu pitch: sempre vão surgir perguntas difíceis de responder para que a liderança possa garantir que seu projeto é viável. Antecipe algumas questões para não ser pego de surpresa, como por exemplo:

  • Em quanto tempo a empresa verá o ROI?
  • O que você acha que vai acontecer se não investirmos nesta solução?
  • Que outras alternativas você tem para o problema? Porque decidiu descartá-las?
  • Por que agora?
  • Como ficam suas outras responsabilidades? Algo será afetado?
  • A solução afetará mais alguém? Como?

pitch exemplos

6. Montando sua apresentação

Tendo tudo isso em consideração e com suas ideias e recursos já separados, é hora de colocar a mão na massa. Geralmente, um pitch é muito mais efetivo quando acompanhado de uma apresentação curta e visual, como falamos anteriormente.

Para elaborar a sua apresentação, utilize o template baixado e considere alguns pontos principais:

  1. Problema
  2. Solução
  3. Objetivo
  4. Plano de ação
  5. Custos e impactos
  6. Tela final: Overview

Dentre estas etapas principais, considere as mais relevantes e insira na apresentação apenas o necessário. Priorize os recursos visuais que reduzam seu tempo de explicação sobre alguma informação e, se possível, utilize textos apenas em títulos e subtítulos. O importante aqui é apoiar e agilizar a comunicação, e não distrair o seu receptor do que está sendo dito.

💡 Dicas de ouro:

  • Grave sua apresentação e assista o resultado. Veja se o tempo estipulado por você está sendo respeitado, observe o que pode ser melhorado no pitch e na linguagem corporal. Faça isso até chegar no resultado perfeito.
  • Apresente-se para outra pessoa. Essa é uma forma de aprender a lidar com o nervosismo e obter opiniões de alguém que está te vendo de fora e, por isso, pode ter críticas muito construtivas.

7. Hora do show: 5 dicas práticas para arrasar na apresentação 

Além de estar com tudo na ponta da língua e ter a apresentação perfeita, algumas dicas podem ajudar na hora de fazer o seu pitch para a liderança.

Confira essas dicas práticas para fazer o pitch perfeito:

  • Escolha a hora certa: Evite o início da semana e priorize finais de tarde. Essas dicas podem te ajudar a encontrar um momento mais tranquilo para a liderança te escutar.
  • Reserve o local ideal: Encontre o espaço perfeito para fazer o seu pitch. A ideia é que você não tenha o risco de ser interrompido e que não encontre ruídos e movimentos externos que possam te desconcentrar.
  •  Comece com uma ou duas perguntas: De acordo com uma publicação da Forbes, iniciar o pitch com perguntas ajuda a engajar a sua audiência e faz com que comecem a pensar sobre o problema em questão.
  • Contato com o público: Faça contato visual pelo menos a cada 5 segundos com sua audiência. Se houver mais de uma pessoa na sala, alterne este contato entre elas.
  • Envolva seu líder: Esse é um ponto super importante. Procure mostrar interesse em saber a opinião do seu líder naquilo que está sendo proposto. O ideal é encontrar pontos específicos dentro do seu projeto em que você já sabe que ele terá uma sugestão ou crítica e  já adiantar que precisa e confia em sua opinião sobre tais questões.

💡 Se você ainda tem dúvidas de como montar o pitch perfeito para a liderança, confira a seguir um exemplo de estrutura de um pitch e baixe o template personalizável(link para a página de download) para fazer o seu!

estrutura pitch

Por que fazer um Pitch?

Errar é humano, mas insistir no erro é uma escolha. Se alguma vez você teve alguma ideia ou pedido negado na sua trajetória profissional, pode ser que não tenha feito isso da melhor forma. Ou então, você simplesmente não conhecia o famoso pitch.

Por ser um termo razoavelmente novo, o “pitch” ainda é pouco considerado pelos profissionais na hora de apresentar uma ideia ou projeto. Enquanto muitos acham que esse formato leva muito tempo para ser elaborado, outros pensam que grandes apresentações trazem resultados mais efetivos.

O resultado? Ideias desperdiçadas, gaps de comunicação e algumas reputações manchadas. Fazer as coisas de qualquer jeito tem um custo, e ele pode ser muito alto.

Por isso, destacamos a seguir alguns motivos para você considerar fazer um pitch na hora de convencer alguém na sua empresa. Veja a seguir:

Menos tempo, mais resultados

Aquela frase que diz que tempo é dinheiro nunca fez tanto sentido. Não há melhor maneira de acelerar a concretização de um novo projeto ou tarefa do que usar o pitch para apresentá-los.

Hoje em dia as demandas e informações vem de todos os lados, em uma velocidade nunca vista antes. Por isso, disputar a atenção e conseguir alguns minutos com as pessoas é um desafio. Quando estamos falando de alguém considerado C-level, isso pode ser ainda mais complicado.

Por isso, para se certificar de que será ouvido, utilize o pitch como estratégia. Fica muito mais fácil agendar uma reunião ou apresentação quando o tempo requerido é curto. Quando você resume sua ideia e não faz com que as pessoas percam tempo, as chances de conseguir o que deseja são ainda maiores.

📅  Calendário empresarial 2022: As datas mais importantes ter em mente!

Garante melhorias para a sua área e colaboradores

Quem faz um pitch, seja qual for o motivo por trás do discurso, está buscando algum tipo de aprovação. E esta aprovação provavelmente está ligada a uma proposta que pode trazer melhorias para a empresa, departamento ou até mesmo para o dia a dia dos colaboradores.

Por isso, ao utilizar o pitch para conquistar este objetivo, as chances de sucesso aumentam. Como consequência, a implementação de melhorias também aumenta significativamente, trazendo mais produtividade, motivação e bem estar para a organização.

Mostra a busca pela inovação 

Além de mostrar profissionalismo com uma apresentação objetiva e dinâmica, os profissionais que utilizam o pitch como ferramenta de comunicação tendem a levar ideias inovadoras para a empresa. 

Dificilmente um pitch será usado para questões corriqueiras ou para algo que não faça muito sentido. No geral, esta iniciativa mostra que o profissional e a área estão em busca de soluções inovadoras que irão ajudar o negócio de alguma forma.

workshops de recursos humanos

Fluxo de Comunicação mais assertivo

Introduzir na cultura da empresa o hábito de apresentar informações e projetos na forma de um pitch pode melhorar bastante o fluxo de comunicação interna. Não é difícil vermos equipes perdendo horas e horas em longas reuniões ou batendo no mesmo ponto repetidas vezes, sem chegar a lugar nenhum.

Por isso, apresentações objetivas e que foquem no conteúdo que é realmente mais relevante são muito bem vindas. Uma boa dica para começar é promovendo um workshop sobre o assunto e oferecendo templates para que os colaboradores elaborem um pitch de forma rápida e prática.

Livros para se inspirar 📚

Fazer um pitch vai muito além dos poucos minutos de apresentação. Esse é um processo que nos ensina muito sobre diferentes habilidades interpessoais que podem ser utilizadas em vários momentos da nossa jornada profissional. Por isso, não pare por aí!

A seguir, destacamos algumas dicas de livros escritos por especialistas em diversos tópicos relacionados às relações no mundo do trabalho que podem te ajudar a se desenvolver  profissionalmente e se posicionar ainda melhor nas negociações e reuniões. Confira!

  • Pitch perfect, de Bill McGowan.
  • Como falar em público e encantar pessoas no mundo dos negócios, de Dale Carnegie.
  • Mindset: a nova psicologia do sucesso, de Carol S. Dweck
  • We Need to Talk: Tough conversations with your boss, de Lynne Eisaguirre.
  • Aventuras empresariais, de John Brooks
  • Primeiro pergunte porquê, de Simon Sinek
  • Como convencer alguém em 90 segundos, de Nicholas Boothman

software-rh-dp-360

Bruna Carnevale é Content Manager da Factorial para os mercados do Brasil e Portugal. Com uma formação diversa em comunicação e línguas, se diz cada vez mais apaixonada pela área de RH e acredita que o acesso à informação de qualidade pode ajudar tornar a gestão de pessoas cada vez mais humanizada e eficiente.

Postagens relacionadas

Tem alguma dúvida ou sugestão? Compartilhe com HR Community!

Deixe a timidez de lado e pergunte na comunidade feita por e para todos os profissionais de RH!

Novidades semanais para profissionais de RH

Inscreva-se na nossa newsletter semanal e receba as últimas tendências, recursos e notícias do mundo do RH.

Ao se inscrever, você concorda com o processamento de seus dados para receber as informações solicitadas. Política de Privacidade